Ajuda econômica para espanhóis que regressam a Espanha

O tema imigração nunca esteve tão em alta como nos últimos anos. O fluxo migratório passou a ser tão intenso entre diversos países que muitos deles criaram acordos para facilitar a vida daqueles que buscam novos horizontes.

Brasil e Espanha são dois bons exemplos em matéria de cooperação. Assim como existem milhares de brasileiros que escolheram a Espanha para chamar de lar, o mesmo aconteceu com outros tantos espanhóis que fizeram o caminho inverso.

Voltar a terra natal é o sonho de muitos espanhóis, principalmente, depois de passar um largo período em outro lugar. Se você é espanhol e pretende voltar à Espanha, hoje te conto sobre uma ajuda econômica para dar aquele empurrãozinho na sua chegada ao país.

É hora de voltar a casa – Foto: freepik

 

Ajuda para emigrantes retornados

Conhecido na Espanha como “Subsidio para emigrantes retornados” esse auxilio econômico comtempla a espanhóis que emigraram a outros países e que retornam a Espanha.

Esse subsídio é concedido durante seis meses e pode ser prorrogados por outros dois períodos iguais, totalizando 18 meses de ajuda econômica.

O pagamento é realizado de forma mensal, entre os dias 10 e 15, diretamente na conta bancaria do requerente. O valor será 80% do IMPREM (Indicador Público de Renta de Efectos Múltiples) ou seja, aproximadamente € 426,00 euros.

  • Quem tem direito?

Terá direito a essa assistência todo espanhol que tenham trabalhado por um tempo em algum dos países que façam parte deste acordo. E sim, o Brasil está dentro.

  • Quem não tem direito?

Um ponto importante a destacar é que todo espanhol que tenha trabalhado por um periodo superior a 360 dias em seis anos antes de sair da Espanha poderá solicitar outro tipo de ajuda, aqui conhecida como “paro”, que nada mais é do que o auxílio desemprego.

Requisitos

  • Estar desempregado ao chegar a Espanha.
  • Regressar de países não pertencentes à União Europeia, Espaço econômico europeu ou Suíça.
  • Estar inscrito durante um mês como demandante de emprego. * A inscrição deverá permanecer ativa durante o tempo em que receba o subsídio.
  • Inscrever-se no compromisso de atividade. Ou seja, se comprometer em buscar trabalho de forma ativa e continua.
  • Não ter outra renda superior ao 75% do salário mínimo.
  • Não ter direito ao auxílio desemprego.
  • Ter trabalhado no mínimo 12 meses nos últimos seis anos desde sua saída da Espanha em países que não façam parte da União Europeia.

**É importante verificar se você cumpre com os requisitos exigidos antes da solicitação.

Como solicitar o subsidio para emigrantes retornados?

Ao chegar a Espanha você terá o prazo de 30 dias para realizar sua inscrição como demandante de emprego. Feito isso, deverá aguardar um mês para iniciar os trâmites.

Uma vez transcorrido esse mês de espera você terá o prazo de 15 dias para solicitar a ajuda para emigrantes retornados. Para realizar o processo é preciso:

  • Preencher corretamente este formulário
  • Identificação do solicitante e filhos que vivam a cargo (se for o caso). Dni ou Passaporte.
  • Comprovante bancário no qual conste que você seja o titular e aonde deseje receber a prestação
  • Um certificado de emigrante retornado emitido pelo departamento de trabalho e assuntos sociais das delegações ou subdelegações do governo, em que conste a data de retorno a Espanha e o tempo trabalhado no país de imigração.

*Pode ser que peçam ou não justificante de outras rendas.

O pedido do auxílio poderá ser feito de forma online no site oficial https://sede.sepe.gob.es ou de maneira presencial no departamento de prestações (SEPE) da sua cidade, mediante agendamento prévio que poderá ser solicitado neste link

Boa sorte, navegantes! 🙂

Não deixe de ler:


Se inscreva no blog e receba diretamente no seu email todas as nossas  novidades. Para entrar em contato, utilize o formulário abaixo.

Saludos!!

 

Taiana Jimenez

Sou brasileira, residente e apaixonada pela Espanha. Amante de viagens e da cultura espanhola, compartilho com vocês minha experiência e as melhores dicas para quem deseja morar, estudar ou turistar pela terra de Cervantes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *