Cursos para entrar no Mercado de Trabalho na Espanha

Conseguir o primeiro emprego em um país diferente do seu, pode ou não, ser uma tarefa bastante árdua e quase sempre degastante. Muitos pontos vão influenciar, de forma positiva ou negativa, no tempo em que você levará para fazer parte da população ativa do país.


Um dos exemplos  mais importantes está relacionado com a sua situação legal no país. Ou seja, se você tem ou não uma autorização para morar e trabalhar na Espanha.

Não resta dúvida de que a vida será bem mais complicada para quem pretende/vive ilegalmente em território espanhol (aliás, isso vale em qualquer país).

Além desse mega “detalhe”, outro ponto que destaco é o seu perfil profissional. Não adianta você ter ensino superior, médio, técnico, por exemplo, se você não validou estes estudos na Espanha.

Clique no link onde eu explico exatamente como você pode homologar  seus estudos realizados no Brasil, veja:

 Validar Diploma Universitário na Espanha
• Validar Ensino Fundamental e Medio na Espanha
• Para quem não possui estudos

O perfil profissional na Espanha é bastante exigente. Pelo menos eu considero assim quando comparado ao Brasil.  Nem preciso dizer (ou sim) que você precisa ter  fluência no castelhano, além disso, dominar ou ter um nivel intermediário de inglês, francês ou alemão.

Quanto mais idiomas você tiver, maiores possibilidades. Você deve tá se perguntando o porque disso, verdade? Te explico. A Espanha é um dos paises mais visitados do mundo e boa parte dos empregos disponiveis estão no setor de serviços.

Isso significa, que determinadas funções serão mais exigidas  que outras, e para poder atender a demanda de turistas internacionais é imprescindivel ter conhecimento em idiomas e experiência prévia.

Como estar preparada para o mercado de trabalho espanhol ?

É verdade que não existe uma fórmula certa que possa garantizar um posto de trabalho no país, afinal, temos como concorrentes a geração de espanhóis mais bem preparados para o mercado laboral.

Muitos possuem titulos universitários, a vantagem de ser nativo (ter documentação e fluência no idioma) e claro saber uma segunda lingua.

Basicamente, esse é o perfil da pessoal que irá concorrer a uma vaga com você. E, a pergunta que não quer calar: será que você leva vantagem ?

Por isso, é importante se adaptar ao que o mercado exige e traçar objetivos para conseguir um emprego na sua área (se for o caso) ou simplesmente conquistar o “leitinho das crinaças” no fim do mês.

Que curso e onde posso fazê-los ?

Se você não fala espanhol, esse será o seu ponto de partida. Nada de enrolation, nada de portunhol, tenha 100% de fluência no castelhado. Estude, leia bastante e se puder, comprove seu nivel de conhecimento através de um certificado internacional, como o do Instituto Cervantes.

O segundo passo é validar a sua titulação no país, como expliquei acima. Enquanto isso, você pode ir fazendo pequenos cursos voltados ao mercado de trabalho.



Centro público de formação

Toda Comunidade Autonôma (estados) da Espanha, contam com Centros de formação para a busca de trabalho. Aqui na comunidade valenciana, por exemplo, temos o SERVEF.

Essa Instituição pública, proporciona diversos cursos gratuitos, além de auxiliar na busca de trabalho através da sua base de dados.

Para isso, você precisa viver legalmente no país. Com seu NIE ou DNI, basta ir até esses centros e realizar um cadastro. Durante o ano, vão saindo ofertas de formação e emprego, e através disso você pode ir moldando seu perfil profissional.

Uma das coisas mais legais do curso, é que além de você aprender sobre como funciona a profissão na Espanha (por exemplo, recepcionista), o governo também disponibiliza uma “beca” (ajuda econômica) durante o periodo do curso.

Escola de Adultos

Já dediquei um texto esclusivo sobre as  “escolas para adultos” aqui na Espanha. Em todo lugar você encontrará uma e nem sempre exigem um documento oficial do país para ter acesso.

Então, para quem está irregular ou em processo de regularização da sua situação no país, essa talvez seja uma boa saída. Leia mais: Escola para Adultos

Escolas Particulares

Assim como no Brasil, aqui na Espanha existem escolas particulares que oferecem diversos cursos: de cabelereira à padeiro. Normalmente, são pagos de forma mensal e possui uma pequena/media durabilidade.

Um exemplo, é a AESCO, uma ONG super bacana que existem em Madri, Barcelona e Valência. Eles oferecem tanto formação profissional, quanto informações que interessam aos estrangeiros (como ter acesso a saude, como pedir ajuda para regressar a seu pais, etc). Veja o exemplo de alguns cursos oferecidos e valores.

Assosiação AESCO Valencia

 

EOIS ( Escuelas Oficiales de Idiomas)

Como citei acima, ter conhecimento de outros idiomas é muito importante por aqui, por isso, todos os anos centenas de pessoas se matriculam em cursos de inglês, espanhol, frânces, alemão, italiano (etc..) nas escolas oficiais de idiomas.

Para quem não tem ideia do que estou escrevendo, as EOIS são centros públicos de estudos voltados para o ensino de idiomas, que disponibilizam todos os anos vagas em diversos cursos e fornecem um certificado oficial. 

Apesar de ser um centro público, o curso é pago anualmente ( o preço varia de uma cidade para outra) e o material didático quase sempre é por conta do aluno.

Emprego Informal

As informações descritas acima são diretamente para quem deseja conseguir um emprego formal na Espanha.

Muitos brasileiros e outros estrangeiros que residem no país, exercem funções que não exigem uma formação tão  alta, apenas experiência e saber comunicar-se em castelhano.

Trabalhar como babá, cuidadora de idosos, limpando casas ou escritórios, por exemplo, são ocupações frequentes para estrangeiros, já estejam eles com documentação ou não. 

O grande problema está não apenas na irregularidade (para os que não possuem autorização de residência e trabalho no país) e sim em não poder “cotizar” ( estar cadastrado no INSS do país) por não ter um contrato de trabalho regular.

A maioria dos casos estão baseados nisso, mas por sorte, alguns estrangeiros conseguem  uma contratação conforme manda a lei e são respaldados em todos seus direitos e beneficios.

Vale lembrar que quanto mais formação você tiver, maiores são as possibilidades de encontrar um trabalho com remuneração acima de um salário minimo, que na Espanha é atualmente de 736€.




Se inscreva no blog e receba diretamente no seu email todas as nossas  novidades. Para entrar em contato, utilize o formulário abaixo.

Saludos!!

 

 

 

 

 

 

Taiana Jimenez

Sou brasileira, residente e apaixonada pela Espanha. Amante de viagens e da cultura espanhola, compartilho com vocês minha experiência e as melhores dicas para quem deseja morar, estudar ou turistar pela terra de Cervantes!