Custo de vida na Espanha em 2018

É caro viver na Espanha ? Essa é certamente a pergunta que mais recebo através do email partiuespanha@gmail.com. Muitos conterrâneos estão fazendo as malas e querendo sair do Brasil em busca de uma vida mais tranquila aqui na Europa.


O primeiro passo quando iniciamos o planejamento de uma mudança para o exterior é exatamente saber quanto nos custará viver em tal lugar. Será que é caro? Será que é acessível ? Quanto preciso para me manter no país? Enfim, um turbilhão de dúvidas que nem sempre conseguimos encontrar respostas.

É caro viver na Espanha ?

Dentre os países que formam parte da União Europeia, a Espanha pertence ao grupinho em que o custo de vida é considerado um dos mais baratos. E não sou eu que estou dizendo isso. Essa afirmação foi baseada em uma pesquisa feita pela Spothome baseada nas cifras da Numbeo, que é  uma base de dados com informação atualizada sobre o custo de vida de todos os países do mundo.

Tendo como parâmetros o gasto médio do aluguel, luz, água, gás e até do transporte público, o informe constatou que viver na Espanha é por exemplo, 11% mais barato que na Alemanha, Irlanda e Reino Unido.

Entre estudos e informes, o melhor é ir direto ao ponto e ter a opinião de quem vive por aqui (nesse caso eu \o). Quando me perguntam se é caro, imediatamente eu respondo que depende.

Depende de quanto você vai ganhar no mês, depende da cidade, do tipo de imóvel, dos seus gostos pessoais, enfim, depende. Para isso, vamos colocar na balança os principais gastos de uma familia não numerosa.

Aluguel e gastos de moradia

Esse será nosso ponto de partida. O aluguel teve uma subida impressionante nesses últimos três anos. Ficou realmente caro pagar por um apartamento ou casa no país. Mas, como disse alí em cima, depende.

Barcelona, Madri, Palma de Mallorca e San Sebastian se tornaram em 2017 as zonas mais caras para alugar um imóvel. O aluguel simplesmente disparou. Disparou mesmo. Um apartamento simples, dependendo da zona, pode custar em média 800€ sem incluir gastos.



Mas, como depende é a nossa palavra chave, é possivel encontrar alugueis mais acessiveis, porém vai depender da comunidadade autonôma (estados) em que você irá viver, os serviços que tenham essa zona, e o tipo de moradia. Resumindo a ópera: fuja do centro e busque preços mais econômicos em cidades adjascentes. No texto abaixo, você encontra um guia completo sobre o tema.

Eu pago 550€ por um apartamento com dois quartos, sala, sala de jantar, cozinha e um banheiro. É uma residência nova, bem equipada, com poucos vizinhos, elevador e gastos de comunidade incluidos. Não é no centro de Valência, mas consigo chegar até lá em apenas 10 minutos (em metrô) e 15 em carro. 

Leia Mais: Como alugar moradia na Espanha e preços

Cesta Básica

Quem já mora na Espanha pode confirma o que vou escrever: A cesta básica por aqui não é cara. Felizmente, comparada a outros países da Europa, fazer as compras do mês na Espanha é realmente barato.

Um dos supermercados mais populares, como o Mercadona ou Alcampo, oferecem produtos de boa qualidade e com um ótimo custo-beneficio.

Em média, se gasta em torno de 50€ por semana, para uma familia não numerosa. É preciso frizar que gastar mais ou menos, vai depender exclusivamente dos hábitos e orçamentos de cada pessoa/familia.

Deu aquela vontade de comer fora de casa ? Isso também não é caro, por aqui existe o “Menú del dia”, muito comum na hora do almoço e não deixa ninguem com fome: um prato de entrada, outro principal, bebida,sobremesa ou um café. O preço? Varia de um lugar para outro. Em média 10€ euros.

Transporte Público 

O transporte público na Espanha funciona muito bem, obrigada! Apesar de muita gente ter carro próprio, outros tantos preferem utilizar o metrô ou a bicicleta, dependendo do trajeto.

Nas cidades onde existem metrô, é oferecido um programa de passagens mais acessiveis, com preço mensal e fixo e podem ser adquiras de acordo com sua necessidade.Além disso, também é possivel combinar com ônibus e trens.

Existem vários tipos de tarifas, que serão calcudadas de acordo com o fluxo e zonas utilizadas. A média gira para quem adquiri um cartão de viagem mensal, é de 50€.

Para quem prefere movimentar o corpo, biciletas e ciclovias fazem parte do dia a dia nas médias e grandes cidades. Você pode economizar 100% comprando uma ou utilizar o sistema público de aluguel de biciletas das cidades.

Aluguel de bicicletas

Escola e Atividades extra-escolares

O Ensino público na Espanha é de fato muito bom. Acontece que em alguns centros o material escolar fica por conta dos pais. E isso pode sair bem caro (mas é apenas uma vez no ano, ainda bem). O serviço de alimentação escolar também é pago, porém pode ser concedido uma “beca” (ajuda econômica) de acordo com a situação financeira da familia. Um dia de “comedor” (refeitorio) pode custar mais ou menos 4€.

Algumas escolas oferecem atividades extra-escolares com valores acessiveis através de convênios com o AMPA (Associação de mães e pais de alunos).

Outra coisa bem legal é utitilizar o programa oferecido pelo Centro de Esportes Público (Polideportivo) da sua localidade. Com taxa anual, tanto você como seu filho, podem realizar atividades fisicas como: natação, futebol, voley, entre outros.Em média custa 70€, varia de uma cidade para outra.

Lazer

Ninguem vive só de trabalho né gente ? Então, vamos colocar na nossa conta um pouquinho de ócio. Cinema, teatro, museus, atividades culturais, enfim, diversão variada e para todas as idades. Em média, você pode gastar  mensalmente em torno de 150€ só com suas saídas de final de semana. 

Outra vez, dependerá da cidade, do fluxo de saídas, se você é uma pessoa econômica ou não, etc. Vale lembrar que em muitas cidades da Espanha, existem parques, praias, montanhas e lugares em que não necessita pagar para entrar. Até mesmo em alguns museus, durante o domingo ou um dia da semana a entrada é gratuita ( se você não é turista, claro).

Quanto vou gastar no mês ?

O salário minimo na Espanha subiu para 736€. Ninguem vive ou deveria viver com isso. Mas, o orçamento apertado faz a gente virar equilibrista na economia familiar.

Hipoteticamente, podemos calcular de forma superficial os seguintes gastos que uma familia não numerosa teria:

Aluguel +  gastos (luz, agua, telefone, gás, internet) : 550€ + 200€
Alimentação: 250€
Transporte: 60€
Lazer: 150€

Total: 1.210€, como minimo para gastos básicos. Como dito aí em cima, esse calculo é hipoteticamente, pode ser tanto mais, quanto para menos. Leve em consideração o lugar, tipo de moradia, gastos e salário ganho.0




Se inscreva no blog e receba diretamente no seu email todas as nossas  novidades. Para entrar em contato, utilize o formulário abaixo.

Saludos!!

 

Taiana Jimenez

Sou brasileira, residente e apaixonada pela Espanha. Amante de viagens e da cultura espanhola, compartilho com vocês minha experiência e as melhores dicas para quem deseja morar, estudar ou turistar pela terra de Cervantes!