Estudar e trabalhar na Espanha

Durante muitos anos a Espanha recebeu de braços abertos centenas de brasileiros em busca de novos conhecimentos e oportunidades no velho mundo. As vantagens de estudar ou dar continuidade na formação acadêmica na Espanha são inúmeras e tal vez por isso, a quantidade de brasileiros atraídos por essa ideia só tem crescido.

Parcerias entre Instituições brasileiras e espanholas e a oferta de bolsas de estudos, por exemplo, estão sendo uma verdadeira “mão na roda” para brasileiros que desejam estudar na Espanha.

No entanto, uma das dúvidas que mais recebo através do blog está justamente relacionada com a possibilidade de conciliar estudos e trabalho na Espanha. No post de hoje, veremos de que maneira é possível realizar ambas atividades no país.

Visto de Estudos na Espanha

Primeiramente, você precisa ter em conta que para solicitar um visto de estudo na Espanha, o curso ou formação escolhida deve ser superior a 90 dias. Caso contrário, não existe a necessidade de realizar esse trâmite administrativo.

Outro ponto importante, é que antes o  visto de estudo  só poderia ser solicitado de forma prévia  no Brasil. No entanto, recentemente houve uma mudança nesse processo e hoje é possivel trocar o visto de turismo pelo visto de estudo já estando na Espanha.

Com o visto de estudos em mãos você terá também a autorização para trabalhar na Espanha, desde que a atividade exercida não interfira na sua formação acadêmica. É importante lembrar que serão permitidos apenas 20h laborais durante a semana.

Como trabalhar com o visto de estudante na Espanha?

Para trabalhar na Espanha com este tipo de autorização você precisa saber que o salário recebido não deve ser a fonte principal de ingresso para se manter no país. Ou seja, ele deve ser apenas complementar.

Além disso, o contrato de trabalho a priori deverá ser a tempo parcial, para que haja a conciliação de horários, no entanto se a jornada laboral for completa ela não deverá exceder os três meses. Existem também a possibilidade de trabalhar por conta própria ou para uma pessoa física, que também exigirá alguns requisitos.

A empresa que te proponha um emprego deverá estar inscrita no regime de Seguro Social Espanhol e comprovar meios econômicos de arcar com os custos do contrato laboral.

Documentação para trabalhar na Espanha

Para trabalhar na Espanha com o visto de estudante, você deverá realizar um trâmite administrativo apresentado os seguintes documentos:

  •  Passaporte completo e em vigor.
  •  Documento de identificação (Tarjeta de estudiante) em vigor.
  • Formulário de solicitação preenchido e assinado pelo empregador. Formulário EX-12
  •  Comprovante que demonstre a compatibilidade laboral com os estudos.
  • Documentação que comprove a qualificação para exercer a atividade laboral.
  • Contrato de trabalho assinado pelo empregador e pelo empregado.

Com os documentos em mãos a empresa será responsável por trâmitar juntos as autoridades espanholas a autorização para trabalhar na Espanha com o visto de estudante. 

O prazo máximo para uma resposta será de 3 meses. Com o parecer favorável, o contrato de trabalho não poderá exceder o tempo de vigência estipulado pelo visto de estudos. No entanto, existe a possibilidade de pedir uma prorrogação.

Requisitos e documentos para trabalhar por conta própria com visto de estudos

Dentre os requisitos, encontramos estes principais: A atividade laboral deve ser compátivel com o horario de estudo,os ingressos obtidos não devem ser a fonte principal de renda e manutenção no país, é necessario comprovar que possui recursos econômicos para tal e também a qualificação profissional exigida.

Além disso sera imprencisdivel cumprir com a legislação vigente para a abertura e funcionamento do negócio e apresentar recurso financeiro para a inversão inicial e também a possibilidade de gerar postos de trabalho.

Os documentos exigidos são: Formulário de solicitação EX-12 preenchido e assinado pelo estudante, passaporte em vigor, documentação que demonstre a conciliação laboral e acadêmica, comprovante de qualificação profissional para exercer a atividade, projeto do estabelecimento ou atividade a realizar, comprovante que mostre recursos econômicos para a inversão, entre outros.

O estudante deverá levar toda a papelada socilitada ao departamento de estrangeiros da cidade em que reside, realizar o pagamento de uma taxa e aguardar o parecer, que pode demorar até três meses.

Espero ter solucionado algumas dúvidas! 🙂
Não deixe de ler o texto recomendado: Estudar na Espanha | Como tirar o visto de estudante ?

Fonte: Portal de Imigração


Se inscreva no blog e receba diretamente no seu email todas as nossas  novidades. Para entrar em contato, utilize o formulário abaixo.

Saludos!!

Taiana Jimenez

Sou brasileira, residente e apaixonada pela Espanha. Amante de viagens e da cultura espanhola, compartilho com vocês minha experiência e as melhores dicas para quem deseja morar, estudar ou turistar pela terra de Cervantes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *