Morando fora: Os desafios ao mudar para a Espanha.

Todos os dias recebo e-mails de mães, pais, jovens, aposentados, adolescentes, pessoas de diferentes estados e até de outros países que possuem um objetivo em comum: Sair do Brasil e tentar uma vida melhor em outro lugar.

Isso me faz lembrar da minha própria história e dos incontáveis desafios que surgiram até pisar em terras espanholas.

Tomar a decisão de emigrar, ao menos para mim, não foi uma tarefa fácil, mas algo me dizia que era preciso arriscar.

Isso foi em 2013 e o Brasil nem ia tão mal das pernas como hoje, em contrapartida a Espanha estava afundada em uma crise econômica sem precedentes.

A parte mais difícil foi abrir mão. Mão da família, do futuro profissional que estava sendo construído, da independência financeira, dos amigos, enfim, da zona de conforto que eu tinha ao meu lado.

Não sei se é impressão minha ou a busca por uma vida melhor na Europa virou o sonho e a realidade de muitos brasileiros. 

A tranquilidade de poder “respirar” segurança, de ter os impostos pagos revertidos em políticas públicas palpáveis, ter acesso a uma educação pública de qualidade e a outros pontos básicos que todo país deveria oferecer aos seus cidadãos, faz a gente acreditar que absolutamente tudo no velho continente é perfeito.

Como imigrante ha cinco anos na Espanha posso te afirmar com total propriedade que a qualidade de vida que tenho aqui e que proporcionamos para a nossa família está a anos luz da nossa realidade vivida no Brasil.

Falo por mim. Cada pessoa tem uma história diferente. Não esquece que esse é um blog pessoal, ok?Porém, também tenho que te dizer que a vida na Europa em geral não é perfeita e muito menos um processo fácil.

Entendo perfeitamente que cada pessoa possui seu motivo para tentar a vida no exterior. Uns por medo da violência que assola o Brasil, outros por questões financeiras, pela família, enfim, por razões variadas.

No entanto, é preciso levar em consideração muitos outros fatores que nem se quer são analisados com profundidade na hora de embarcar sem data para voltar.

A barreira linguística e cultural, por exemplo, o excesso de burocracia, o custo de vida, encontrar um trabalho que não te explore, e todo processo que deriva adaptar-se a uma nova realidade é algo a levar em consideração antes de cruzar o Atlântico. Pese bem na balança.

Quais os principais desafios enfrentados por imigrantes na Espanha ?

A burocracia, o idioma e contratempos são os três aliados que formam uma das maiores barreiras para os imigrantes brasileiros recém chegados a Espanha. Eu mesmo senti na pele as dificuldades do que até então parecia ser “moleza” de resolver.

É muito importante ter uma autorização que te permita morar e trabalhar no país, já que sem isso o nível de dificuldades simplesmente dispara.

Eu sei que tem muita gente que vem para a Espanha com visto de turismo e aproveita para ficar de vez no país e com o passar do tempo tenta regularizar sua situação.

Nesse ponto não vou tocar, afinal, cada pessoa sabe aonde seu calo aperta. Por conta da burocracia inicial logo quando cheguei, fiquei cinco meses de forma irregular no país e baseado na minha experiência é algo que não aconselho a ninguem. Tudo fica mais dificil. 

Para conseguir viver legalmente na Espanha, por si só você já enfrenta a primeira “via crucis”.Documentos em excesso, taxas, traduções, mais taxas e muita paciência até obter um parecer favorável.

Contudo, quando essa primeira etapa está resolvida, outros caminhos vão se abrindo e tudo fica um “tiquin” mais fácil.

Por exemplo, será mais fácil abrir conta no banco, alugar uma residência, se inscrever em cursos profissionalizantes, viajar pela Europa, tirar a carteira de motorista, buscar trabalho formal, etc… 

Porém, sem saber nada de espanhol você volta para a estaca zero. Aprender um novo idioma leva seu tempo e requer esforço, principalmente, por parte dos adultos. Aqui não vale o “enrolation” e descarte o “portunhol” da sua meta, sério!

É verdade que nos primeiros meses vai no “enrolation” mesmo , mas ter um bom/ótimo nível de espanhol será fundamental para dar passos mais seguros por aqui. Será essencial na hora de realizar cursos, de fazer novos amigos, de ir a entrevistas de trabalho, etc.

Prepare-se também para os contratempos que surgirão no decorrer do caminho. E isso envolve desde a burocracia até o processo de adaptação.

Sei que  passei mais da metade do texto relatando somente coisas “negativas, né? Desculpa, só queria te dar um pouquinho de realidade.

Do que eu vejo, do que vivenciei e do que você precisa ter preparado para embarcar na hora de buscar uma vida melhor na Espanha.

Ainda que os meus dois  primeiros anos na Espanha tenham sido cheios de adversidades e obstáculos, hoje tenho mais do que certeza que tomei a decisão certa. Viemos em busca de uma vida melhor e encontramos.

Se você está pensando em mudar para a Espanha com o mesmo objetivo que tivemos no passado, prepare-se antes e esteja de peito aberto para novas experiências. Uma coisa é certa, nada se perde, tudo vira aprendizado.

Boa sorte, navegantes! 🙂


Se inscreva no blog e receba diretamente no seu email todas as nossas  novidades. Para entrar em contato, utilize o formulário abaixo.

Saludos!!

Taiana Jimenez

Sou brasileira, residente e apaixonada pela Espanha. Amante de viagens e da cultura espanhola, compartilho com vocês minha experiência e as melhores dicas para quem deseja morar, estudar ou turistar pela terra de Cervantes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *