Os golpes mais comuns contra turistas na Espanha. Cuidado!

 

Morando há quase cinco anos na Espanha tive a sorte de não ter sido vítima de nenhum dos casos que listarei abaixo. Infelizmente eles acontecem não somente aqui, mas também em outros países da Europa.

Para quem nunca saiu do Brasil, é comum pensar que na Espanha não existem casos relacionados com violência e criminalidade.

Pensam que estamos em um outro nível de segurança pública e de fato não deixa de ser verdade, porem como sempre tento frisar em outros textos, a Europa não é um mar de rosas.

E sim, acontecem diversos tipos de crimes por aqui, entretanto com um índice menor ao que presenciamos diariamente no Brasil. 

Se você tem a Espanha como destino, já seja para morar definitivamente, férias ou uma temporada, te deixo os 6 golpes mais comuns cometidos contra brasileiros e turistas estrangeiros no país.

1. Deixa que eu faço a foto!

Em tempos de selfie, fazer aquela foto panorâmica na frente de um ponto turístico incrível é quase impossível. Por isso, muitos golpistas utilizam da “cordialidade” e se oferecem para realizar a fotográfia.

É cilada, bino!

Logo após fazer a foto, com sua câmera ou celular na mão, o “bom amiguinho” te solta que você precisar paga-lo.

É um absurdo, eu sei. E basicamente você tem duas opções: soltar o dinheiro ou ver ele saindo correndo com seus pertences.


2. Roubo

Roubo com violência não é algo comum na Espanha, entretanto, o método utilizado em aeroportos, ruas movimentas e principalmente em transporte público, acaba sendo rentável para os que cometem.

Os famosos “carteiristas”  acompanhados de outros cumplices  atuam de forma rápida e sem que você note que está sendo roubado.

Abrem com facilidade mochilas, bolsas, malas e por incrível que pareça, metem a mão na sua roupa e levam celulares e carteiras (daí o nome “carteiristas”).

Todo cuidado é pouco, especialmente em grandes cidades como Barcelona e Madrid, aonde esse tipo de crime é frequente. Abaixo você pode ver um vídeo de como atuam:

 

3. Proposta falsa de trabalho

Bastante narrado em filmes e novelas mundo a fora, o tráfico de pessoas é uma realidade dura e crua que atinge vários países europeus.

Na Espanha não é diferente. Durante muitos anos a polícia espanhola vem atuando de forma eficaz e derrubando diversas máfias que manipulam mulheres estrangeiras com propostas falsas de trabalho e quando chegam no país são obrigadas  a exercerem a prostituição.

Isso é algo muito sério. Então, tenha muito cuidado com propostas de trabalho encontradas na internet ou até mesmo vinda de conhecidos, pois pode ser uma verdadeira armadilha.

4. Boa noite, cinderela!

Um golpe muito conhecido no Brasil é também um dos mais utilizados na Espanha. Você decide cair na noite, escolhe um balada Top e conhece aquele boy magia ou um grupo de amigos (a) que começam a interagir maravilhosamente com você.

Depois de algumas horas, você acorda atordoado, sem saber aonde está, sem dinheiro, sem celular e com uma divida nas costas. O “boa noite, cinderela!” acontece em muitas cidades europeias e o metodo mais utilizado é por meio das drogas  que são colocadas na bebida.

Em casos piores acontecidos do lado de cá, houve até mesmo estupro.Por isso, meninas e meninos , muito cuidado na hora de cair na noite. Fique atento com quem se aproxima nas discotecas e não desgrude os olhos do seu copo. Em nenhum momento.

5. Aluguel falso

Outro golpe em que brasileiros caem na Espanha está relacionado com alugueis falsos de quartos e apartamentos.

Geralmente são anúncios publicados em redes sociais, aonde oferecem alojamentos com preço abaixo do normal, em zonas bem localizadas e com total facilidade.

Pedem um adiantamento econômico para “segurar” o local até sua chegada no país ou em casos piores, te mostram o “falso apartamento” pessoalmente e você confia que está tudo ok até descobrir que em realidade nada do que foi dito é verdade.

6. Não era amor, era cilada!

Em tempos modernos é bem provável que você já tenha feito amizades e até mesmo tido relacionamentos amorosos através da internet. Muitos casos dão certo e outros são mesmo uma verdadeira cilada.

A maioria dos conterrâneos que caem nesse golpe são mulheres, que se cadastram em sites de relacionamento e acabam conhecendo “espanhóis”.

Na verdade, as vezes o cara ou a mina nem são daqui, mas possuem uma lábia e acabam fisgando o coração das suas vítimas. Começam com uma história fictícia que te envolve e depois que ganham sua confiança pedem dinheiro.

E tem gente que cai. Tenha cuidado com sites de relacionamentos e com informações passadas a desconhecidos.  Se isso acontecer com você, além de cantar esse sucesso do molejão, não deixe de denunciar e evitar que outras brasileiras (os) caiam nesse golpe.

♪♪ Inocente, apaixonado
Eu tava crente crente
Que ia viver uma história de amor
Que cilada, desilusão
Ela me machucou
Ela abusou do meu coração
Não era amor, ôh, ôh
Não era, não era amor,
era Cilada  ♪♪

 

Como posso evitar cair em golpes na Espanha ?

  • Precaução é a palavra de ordem. Seja lá aonde estiver tenha cuidado com seus pertences, com o local aonde se hospedará e principalmente com suas informações pessoais a desconhecidos.Busque referencias das cidades nas quais visitar ou morar, veja que tipos de golpes são comuns nessa região, desconfie de propostas muito acessíveis e confie muito no seu sexto sentido.

    Caso você cai em um dos golpes listados aqui ou em outros, busque de imediato a polícia espanhola. No mais, tenha cuidado e fique em alerta, pois a gente acaba se metendo em cada furada sem perceber.

Você já viveu alguma dessas situações ou conhece outras armadilhas usadas contra turistas ?
Não deixa de compartilhar comigo nos comentários aqui abaixo. Assim podemos ajudar outros apaixonados pela Espanha viajarem de forma mais tranquila e aproveitarem cada pedacinho do país! 🙂


Se inscreva no blog e receba diretamente no seu email todas as nossas  novidades. Para entrar em contato, utilize o formulário abaixo.

Saludos!!

Taiana Jimenez

Sou brasileira, residente e apaixonada pela Espanha. Amante de viagens e da cultura espanhola, compartilho com vocês minha experiência e as melhores dicas para quem deseja morar, estudar ou turistar pela terra de Cervantes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *