Quais as vantanges e desvantagens ao criar filhos fora do Brasil ? | Minha experiência

Oi pessoal, tudo bem? Essa manhã me deparei olhando algumas fotos de quando cheguei pela 2ª vez na Espanha, já em companhia da milha filha, que na época tinha apenas cinco anos.

Falar sobre a maternidade em outro país é algo tão relativo. Já ouvi histórias cheias de alegrias e outras carregadas de sofrimento e angústias.

Todos os dias recebo e-mails de famílias interessadas em deixar o Brasil e tentar uma vida na Espanha, por isso, hoje quero compartilhar com vocês a minha experiência sobre ser mãe do lado de cá.


É MAIS FÁCIL SER MÃE NA ESPANHA DO QUE NO Brasil?

Eu realmente não lembro de ter vivenciado uma infância ruim no Brasil. Aliás, foi uma das melhores épocas da minha vida, talvez, pelo índice de violência e criminalidade não ser o que é hoje em dia.

Mas, o que isso tem a ver com a maternidade? Absolutamente tudo. Criar os filhos em um ambiente carregado de violência não é fácil. E o mais complicado disso tudo, é que acabamos aceitando certas coisas com normalidade.

Evitar sair de casa em certos horários, viver em alerta máxima 24h por dia, ser refém dentro do seu próprio lar, por exemplo, são coisas que desconheci apenas quando cheguei na Espanha.

Pela primeira vez na vida me senti 100% segura. Já não precisava ter medo ao sair de casa com minha filha e nem andar em alerta máxima por conta da criminalidade.

Apesar disso, criar os filhos fora do Brasil e longe do que parece ser, não é perfeito. Ser uma mãe estrangeira na Espanha requer um esforço redobrado antes, durante e depois. 

E o primeiro teste de fogo começa no processo de adaptação, quase sempre, mais difícil para nós que para eles. Não é apenas o estresse físico da mudança em si, mas também do emocional.

O primeiro dia pode ser sentindo com alegria, alivio e esperança, mas depois vem a realidade de aprender a se virar em um país totalmente diferente do seu.

Um novo idioma, novos hábitos, nova comida, novo clima, nova vida…
Soa tão inspirador, né? E como não ser? Ainda bem que chegamos com o coração cheio de fé, pois isso nos dará total apoio ao encarar as primeiras adversidades.

Eu fiz um texto especialmente sobre como é ser Criança na Espanha

Vantagens de criar os filhos na Espanha

Segurança: Pra mim esse item sempre estará em primeiro lugar. A Espanha é um lugar seguro, onde você pode sair com tranquilidade a qualquer horário. Aqui você saberá o que é ter, de fato, liberdade.

Educação: O Sistema Público de Ensino é de boa qualidade, com jornadas completas ( na maioria das escolas), e atividades extraescolares.

Saúde: O Sistema Público de Saúde também é eficiente e nem gosto de compará-lo ao Brasil.

Esporte: Em todas as cidades espanholas existem centros desportivos com preços acessíveis, onde seu filho poderá fazer atividades físicas, como: natação, futsal, voleibol, entre outros.


Lazer: Parques e museus não faltam. A oferta cultural na Espanha é para todas as idades e proporcionar diversão e conhecimento para os filhos, sem dúvida, é um privilégio.

Vestuário: Quem é pai ou mãe, sabe o quanto pode ser caro manter um filho. Mas, na Espanha encontrei preços acessíveis em roupas e sapatos. Sim, isso faz muita diferença no orçamento.

Idioma: Seu filho será bilíngue e isso é de fato uma grande vantagem para seu futuro.

Qualidade de vida:  Reúne tudo isso que citei acima e o resultado não pode ser outro. As diferenças sociais existem, mas nada comparado ao Brasil.

Na Espanha você tem a percepção de um lugar mais justo, com menos discriminação econômica e social, mais tempo em família e  poder ver seus filhos crescerem em um ambiente mais civilizado.

Desvantagens de criar os filhos na Espanha

Crescer longe da família: Essa é a pior parte. Não ter apoio  e convivência familiar é muito difícil. Privar seus entes queridos de ver de perto o crescimento do seu filho é algo doloroso.

Clima: Frio, Calor, frio, calor extremo, frio outra vez. Essa oscilação de temperatura ao longo do ano atingi nossos pequenos. Então é preciso um cuidado redobrado na saúde deles.

Além disso, é preciso estar atento aos nossos filhos (principalmente adolescentes), pois a Espanha não esta livre de certas coisas, como: o consumo de drogas, desaparecimentos, abandono escolar, etc…

 

No meu caso, apesar de sentir muita falta da minha família, proporcionar uma vida mais digna para minha filha foi a melhor escolha que pude fazer.

Como comentei no início do texto, cada caso é um caso, existem boas e más experiências, e não resta dúvidas, ser pai ou mãe é desafiador em qualquer lugar desse mundão.



Se inscreva no blog e receba diretamente no seu email todas as nossas  novidades. Para entrar em contato, utilize o formulário abaixo.

Saludos!!

Taiana Jimenez

Sou brasileira, residente e apaixonada pela Espanha. Amante de viagens e da cultura espanhola, compartilho com vocês minha experiência e as melhores dicas para quem deseja morar, estudar ou turistar pela terra de Cervantes!