Saúde pública na Espanha

Segundo o último ranking anual divulgado pela Bloomberg, o sistema de saúde espanhol é considerado o mais eficiente da Europa e o terceiro do mundo, ficando atrás apenas de Hong Kong e Singapura.

Quem já utilizou o sistema público de saúde na Espanha provavelmente notou que existe uma diferença enorme quando comparado ao SUS (sistema único de saúde) brasileiro.

A Espanha conta com inúmeros centros de saúde, hospitais de referência e profissionais bem formados. E ainda que nos últimos anos o sistema público tenha sofrido com a crise econômica, a maior parte da população segue utilizandonão o trocou pelo sistema privado e ele sempre aparece entre os melhores do mundo.

Como funciona sistema público de saúde na Espanha?

A saúde pública espanhola é financiada pelo estado por meio dos impostos arrecadados e a sua administração fica por conta das comunidades autônomas (estados da Espanha) que são responsáveis pelos postos de saúde, ambulatórios e hospitais.

Assim como no Brasil, a Espanha conta com assistência primária e especializada, sendo a primeira delas realizadas em postos de saúde e a segunda em hospitais.

Os atendimentos realizados em postos de saúde são para casos mais simples, como consultas rotineiras, acompanhamento do pré-natal, vacinas, exames de sangue, etc.

Normalmente o quadro de funcionários é formado por médicos de família (medicina geral), enfermeiros e algum especialista (como pediatra). E caso seja necessário, é daí que sai o encaminhamento para especialistas e/ou exames a serem realizados em hospitais.

Como ter acesso ao sistema público de saúde na Espanha?

Para ter acesso ao sistema público de saúde na Espanha é preciso primeiramente obter o cartão de saúde do país, aqui conhecido como “tarjeta sanitária”, e como em qualquer procedimento burocrático, é necessário cumprir com os requisitos exigidos e apresentar a documentação necessária para obter o número do INSS espanhol (Seguridad Social).

Até então, apenas quatro grupos de pessoas poderiam ter acesso, sendo elas:

  • Trabalhadores inscritos na previdência social da Espanha
  • Cidadãos espanhóis e membros da União Europeia
  • Estrangeiros com autorização para morar na Espanha
  • E Filhos de cônjuge que residam na Espanha.

Porém, a última normativa aplicada pelo atual governo espanhol decidiu abrir novamente o direito a saúde universal na Espanha. E isso significa que basicamente todo mundo  poderá ter assistência médica no país, mesmo estando em situação irregular.

Neste último caso, a equipe de trabalhadores sociais de cada cidade avaliará cada caso e concederá ou não o acesso a “tarjeta sanitária”.

Como fazer a tarjeta sanitária ? 

Para fazer o cartão de saúde no caso de nacionais ou estrangeiros legalizados na Espanha é preciso primeiramente obter o número fornecido pelo INSS (Seguridad social) da sua cidade mediante a documentação exigida e apresentada.

Por exemplo, no meu caso (familiar de comunitário) tive que levar o empadronamiento, libro de família e o meu NIE.Com isso preenchi um formulário e me foi dado o número cadastrado para realizar o cartão de saúde.

Posteriormente me dirigi até o centro de saúde mais próximo da minha residência e no mesmo momento recebi a tarjeta sanitária. Vale lembrar que cada região da Espanha possui a autonomia de exigir mais ou menos documentos.

No caso de imigrantes ilegais o procedimento é feito diretamente no posto de saúde, pois é necessário passar primeiramente pela trabalhadora social.

Como é a tarjeta sanitária ?

O cartão de saúde espanhol é de uso pessoal e intransferível, além disso, no caso de mudança para outra região do país é necessário atualiza-lo para poder marcar consultas e obter descontos nos medicamentos.

Na parte da frente consta dados pessoais básicos como nome, número de DNI ou NIE, data de emissão ,validade e seu número de assistência nacional de saúde.

Já na parte posterior encontramos além do número de cadastro da “Seguridad social” (INSS espanhol) também o médico de família que lhe atenderá (aqui conhecido como médico de cabecera) e o enfermeiro (a), além dos telefones para agendamento ou emergência.

Tecnologia a favor da saúde pública espanhola

Com a tarjeta sanitária toda consulta, resultado de exames e procedimentos realizados ficam registrado no sistema, sendo possível acessa-los para conhecer o histórico de saúde do paciente.

O agendamento em boa parte da Espanha pode ser realizado  presencialmente,  por telefone e pela internet, evitando filas desnecessárias.

A modernização das instalações de centros e hospitais é visível em praticamente todo território nacional e a maioria deles oferece quartos individuais e bem equipados em casos de internações.

Sala de parto humanizado – foto: hospital em Madrid

 

O que precisa melhorar ?

Ainda que a saúde pública espanhola seja considerada uma das melhores, não podemos deixar de frisar que existe muita coisa por fazer, principalmente, em relação a médicos especialistas, pois a demora para cirurgias complexas é uma das maiores causas de reclamações atuais.

Links recomendados: Saúde pública universal Espanha


Se inscreva no blog e receba diretamente no seu email todas as nossas  novidades. Para entrar em contato, utilize o formulário abaixo.

Saludos!!

Taiana Jimenez

Sou brasileira, residente e apaixonada pela Espanha. Amante de viagens e da cultura espanhola, compartilho com vocês minha experiência e as melhores dicas para quem deseja morar, estudar ou turistar pela terra de Cervantes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *