Ser mãe brasileira na Espanha

Todos os dias recebo e-mails de famílias interessadas em deixar o Brasil  para tentar uma vida na Espanha, e o principal motivo está relacionado com o futuro dos filhos.

Eu fui mãe muito jovem, aos 21 anos, algo pouco comum na Espanha e que só fui saber no momento em que mudei para o país. A maioria das mulheres espanholas são mães somente depois dos 30 ou 40 anos, tanto é, que dos países que formam parte da União Europeia,elas são as que tem filhos mais tarde. 

Escrever sobre a maternidade é algo muito relativo, principalmente, quando passamos a viver em uma realidade ou em um sistema de crenças diferente do qual fomos criados. Muitas vezes fui questionada sobre como é ser uma mãe estrangeira na Espanha, se é realmente mais fácil, que vantagens e desvantagens eu vivencio ao criar minha filha exterior. Quero compartilhar com vocês alguns pontos que acho relevantes sobre isso.

Será que é mais fácil ser mãe na Espanha do que no Brasil ?

Eu realmente não lembro de ter vivido uma infância ruim no Brasil. Aliás, foi uma das melhores épocas da minha vida, até porque o  índice de violência e criminalidade não era tão alto como na atualmente. Fui uma criança livre e aproveitei minha adolescência da mesma forma.

Mas, o que isso tem a ver com a maternidade? No meu ponto de vista, absolutamente tudo. Criar os filhos em um ambiente carregado de violência não é fácil. E o mais complicado disso tudo, é que acabamos aceitando e minimizando certas situações com normalidade.

Evitar sair de casa em certos horários, viver em alerta máxima 24h por dia, ser refém dentro da  própria casa, são coisas que desconheci apenas quando cheguei aqui na Espanha.

Comecei a ver a vantagem em ser mãe na Espanha, quando pude brincar em um parque limpo e seguro com a minha filha, quando ela teve acesso a uma escola pública de qualidade, quando eu consegui pagar classes de piano e de dança  sem ter que deixar um rim para isso.

Comecei a ver vantagem em ser mãe na Espanha, quando ela aprendeu a dominar um novo idioma em pouco tempo, quando ela fez novos amigos, quando ela teve acesso a saúde pública de qualidade, quando ela aprendeu sobre uma nova cultura, quando ela visitou gratuitamente museus e teatros.

Comecei a ver vantagem em ser mãe na Espanha, quando  pude  ver minha filha sendo livre e tendo uma infância com dignidade.

Pela primeira vez na vida me senti segura em relação a maternidade.Eu já não precisava ter medo ao sair de casa, nem trabalhar o dobro para pagar colégio particular, plano de saúde, passeios em shopping…

 

É mais facil ser mãe na Espanha ? Será? Agora quero te aprensentar o outro lado da moeda!

Apesar disso, criar os filhos fora do Brasil, longe do que parece ser, não é perfeito. Ser uma mãe estrangeira na Espanha requer um esforço redobrado antes, durante e depois. 

E o primeiro teste de fogo começa no processo de adaptação, quase sempre, mais difícil para nós que para eles. Não é apenas o estresse físico da mudança em si, mas também do emocional.

O primeiro dia pode ser sentindo com alegria, alivio e esperança, mas depois vem a realidade de aprender a se virar em um país totalmente diferente do seu. E muitas vezes, sozinha. Ver seu filho crescer longe da família é, ao menos para mim, algo muito doloroso.

A desconexão acaba acontecendo, o português é colocado  de lado e outras preocupações surgem. Ser mãe é padecer no paraiso.

Você passa a se preocupar com possíveis casos de bullying, em como conciliar vida laboral e familiar, em como não “surtar” com falta daquela mão amiga que te socorre em um imprevisto…

Não tem jeito, sempre vai haverá vantagens e desvantagens na maternindade aqui, no Brasil,na China, em qualquer lugar.E como tudo nessa vida, isso também é relativo e cada caso é um caso.

Adaptação de uma mãe brasileira na Espanha

Ser uma mãe estrangeira na Espanha é ter que abrir a mente e se adaptar o estilo de vida levado no país e isso inclui desde festinhas de aniversários a sua prórpia integração social.

No Brasil é muito comum aquelas festas pomposas, com direito a decoração de luxo, doces finos, pula-pula, bolo de 3 andares, a criança vestida com o tema da festa, etc.

Aqui na Espanha, no máximo você vai encontrar um grupo de crianças em um parque, cantando parabéns e assoprando a vela em um bolo comprado no supermercado.

Os doces finos são trocados por sanduíches, frutas, tortilha de batata e refrigerante. É tudo simples, e não menos divertido.

Aniversário simples – Arquivo pessoal


Ser mãe estrangeira na Espanha é ter que aprender sobre as mudanças bruscas de temperatura, sobre comprar roupa antes da próxima estação chegar e ter cuidado redobrado com os filhos.

Já li e ouvi relatos de muitas mulheres (quase sempre estrangeiras) que perderam a guarda dos filhos por deixa-los sozinhos em casa, por faltarem no colegio, por divórcio, por tantas coisas…

Se adaptar a um novo sistema é um processo contínuo e requer bastante energia fisica e psicologica para aguentar os obstáculos que vão aparecendo. No meu caso, por exemplo, minha maior dificuldade está vinculada em conciliar vida familiar e laboral.

Não tenho familiares aqui, então não posso trabalhar fins de semana ou passar o dia todo fora de casa, por isso, é importante você analisar bem esse ponto antes de mudar de país. A minha super dica é:  Se entregue e se integre ao máximo.

Você vai precisar ter boas amigas e será um alivio poder contar com alguem de confiança, já seja para quebrar um galho ou tomar um café. Os espanhóis em geral aceitam de forma positiva a comunidade brasileira no país, mas cabe deixar claro que o processo de integração tem que partir de você na maioria das vezes.

Minhas amigas espanholas que sao mães

 

Apesar de sentir muita falta da minha família,do meu antigo trabalho, dos meus projetos profissionais, da minha vida social no Brasil, te confesso que neste momento nada paga a oportunidade de  proporcionar uma vida mais digna para minha filha .

Como comentei no início do texto, cada caso é um caso, existem boas e más experiências, e não resta dúvidas, ser pai ou mãe é desafiador em qualquer lugar desse mundão. Esses textos podem te interessar:

Vantagens e desvantagens de criar os filhos fora do Brasil

Ser criança na Espanha

Ajuda financeira por cada filho na Espanha


Se inscreva no blog e receba diretamente no seu email todas as nossas  novidades. Para entrar em contato, utilize o formulário abaixo.

Saludos!!

Taiana Jimenez

Sou brasileira, residente e apaixonada pela Espanha. Amante de viagens e da cultura espanhola, compartilho com vocês minha experiência e as melhores dicas para quem deseja morar, estudar ou turistar pela terra de Cervantes!